lynne-_edited.jpg

“PARA MIM, PARECIA SER ALGO ACOLHEDOR E SOLIDÁRIO DE SE FAZER. NA SÍRIA, A SITUAÇÃO É TERRÍVEL. NÓS OS OITO ENCONTRAMO-NOS E ANALISAMOS OS PRÓS E OS CONTRAS, E NO FIM NEM FOI PRECISO DECIDIR, PUDEMOS VER QUE PODERÍAMOS SUPERAR QUALQUER DESAFIO SEM PROBLEMA.”

LYNNE
Irlanda

Era muito mais fácil tornarmo-nos um grupo de patrocinadores do que julgávamos. O mais difícil foi o alojamento, mas conseguimos superar isso.

 

A angariação de fundos foi fácil e até foi bastante divertido, mas tivemos de nos organizar melhor com a documentação. Recebemos muito apoio de outros grupos de patrocínio e ficamos muito felizes por poder apoiar outros grupos!

Uma das coisas que temos que reconhecer é que cada família é diferente. Já temos ideias pré-concebidas sobre os refugiados sírios, mas existe uma grande diversidade. A Síria era um país lindo e muito desenvolvido.

 

Eu e Joe, o secretário do grupo, fomos com uma carrinha e um motorista para ir busca-los ao aeroporto quando chegassem. Levámos flores e a família estava encantada por estarem na Irlanda. Não que eles soubessem muito sobre a Irlanda de antemão! O grupo decorou a casa para recebê-los e foi adorável!

"Sinto-me feliz por eles. Fico contente que este seja apenas o primeiro passo do seu percurso."

Nos primeiros dias a família ouviu alguém bater à porta com muita força. Quando o pai abriu a porta estava lá um homem enorme com uma barra gigante de Toblerone. Ele apertou-lhe a mão e disse: “você é muito bem-vindo aqui” e foi-se embora a correr!

 

Aqui eles podem confiar mas estão à espera de finalmente se sentirem seguros. Demorou cerca de três a quatro meses na Irlanda para que acreditassem que o estavam.

 

Sinto-me feliz por eles. Fico contente que este seja apenas o primeiro passo do seu percurso.