top of page

Expandir o programa de Patrocínio Comunitário é o compromisso assumido pelo CPR no GRF

No passado dia 15 foi anunciado o compromisso (pledge) assumido pelo CPR para expandir e desenvolver o programa de patrocínio comunitário em Portugal. Esta pledge insere-se no âmbito de um compromisso conjunto, em que mais 41 entidades, incluindo organizações da sociedade civil, privados, a União Europeia e 8 governos, se comprometem a expandir as oportunidades de patrocínio comunitário para os refugiados a nível mundial. As diferentes pledges variam entre aumentar os números de pessoas acolhidas através destes programas, assim como alargá-los e diversificá-los.


Pretende-se ampliar as soluções em países terceiros para refugiados em todo o mundo, melhorando as possibilidades de inclusão e fortalecendo as narrativas com base no respeito pelos direitos humanos, ao promover as próprias comunidades como membros ativos do acolhimento e integração de refugiados.


Estes compromissos foram apresentados no Fórum Global sobre os Refugiados (Global Refugee Forum | GRF) que decorreu de 13 a 15 de dezembro em Genébra, na Suíça. Este constitui o segundo Fórum, desde que foram implementados com o Pacto Global para os Refugiados, em que a comunidade internacional se junta solidariamente para estabelecer compromissos e encontrar soluções para melhorar as vidas dos refugiados, assim como dos países e das comunidades que os acolhem. Participaram mais de 4.200 pessoas de 168 países, tendo-se juntado mais de 10 mil pessoas online. Entre os participantes estiveram líderes estatais, ministros, lideres de organizações internacionais, representantes de associações de refugiados e de organizações da sociedade civil, assim como empresas privadas e fundações.


Ao todo o GRF mobilizou mais de 1600 compromissos, entre 43 pledges conjuntas. O compromisso financeiro estabeleceu-se nos 2.2€ mil milhões e os países participantes concordaram em assumir a reinstalção de 1 milhão de refugiados até 2030 e mais 3 milhões acolhidos por programas de patrocínio comunitário.


O CPR, através da ComUnidade, tem vindo a assumir progressivamente maior responsabilidade no desenvolvimento e na implementação do patrocínio comunitário em Portugal. Este é um compromisso que mantemos e que queremos avançar, permitindo salvar mais pessoas, integrando-as mais eficazmente na sociedade portuguesa graças ao apoio das comunidades locais, ao mesmo tempo que as fortalece e envolve os cidadãos diretamente no acolhimento de refugiados.


Sessão de abertura do Fórum Global sobre os Refugiados. Jean-Guy Python/Pool via REUTERS

Tags:

19 visualizações0 comentário
bottom of page